Durante o debate transmitido pela Rema TV e o site Rondoniaovivo na noite de quinta-feira (12), o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), conseguiu citar diversas ações executadas em sua gestão. Hildon, que concorre à reeleição com o número 45, também precisou responder a diversos ataques de adversários.

O candidato explicou que nesses quase quatro anos de gestão a prefeitura executou 40 quilômetros de drenagem profunda para combater o problema das alagações.

“Resolvemos essa questão nos bairros Mariana, São Francisco e Flamboyant, e agora na esquina da Rio Madeira com a Rio de Janeiro. Mas é necessário continuar, com seriedade e competência. Esse problema não é de hoje, vem de décadas”, disse Hildon Chaves.

Ele preciso responder a acusações de alguns candidatos, entre eles Breno Mendes (Avante) e Eyder Brasil (PSL). Breno criticou a prefeitura, dizendo que o município não agiu rápido em relação à pandemia do coronavírus, e assegurou que, se fosse prefeito, teria comprado diversos medicamentos de imediato.

“A prefeitura fez o que era possível. Não foi na minha porta que a Polícia Federal bateu por causa de gastos nessa pandemia. A Polícia Federal foi no governo que apoia sua candidatura, Breno Mendes”, afirmou.

O deputado Eyder Brasil disse que Hildon Chaves tinha o sangue do pai dele (de Eyder) nas mãos. “O senhor não fez o atendimento de base da prefeitura”, disse.

Em direito de resposta, Hildon Chaves (PSDB) disse se solidarizar a Eyder Brasil pelo falecimento do pai, vítima de covid. Depois, citou que talvez o próprio Eyder tenha alguma responsabilidade no fato, por não ter tomado os cuidados necessários nessa época de covid.

Foi um dos fatos de maior repercussão no debate. Depois disso começaram a circular nas redes sociais vídeos onde Eyder Brasil apareceu na Assembleia Legislativa, no mesmo dia em que admitiu ter contraído covid. Eyder é assintomático, mas no Legislativa Estadual quatro servidores faleceram vítimas da doença.

Nas redes sociais também circulou uma fotografia de Eyder Brasil ao lado da mãe dele, datada de dois dias atrás. A foto estava no próprio instagram do candidato. Ele estava sem máscara, abraçando a mãe. Também constavam fotos dele fazendo campanha em diversos pontos da cidade, também sem máscara.

O candidato Vinícius Miguel (Cidadania) reclamou de ataque através de panfletos apócrifos espalhados no centro de Porto Velho, atingindo sua honra. “Quem colocou os panfletos está aqui. Esse mucura está aqui no palco”, disse.

Em outro bloco, Vinicius Miguel pediu para perguntar a Breno Mendes. Vinicius primeiro questionou a atuação de Breno em cargos públicos, citando a passagem dele pela prefeitura e pela Assembleia Legislativa. “O senhor gosta de um cabide?”, indagou. Breno Mendes disse que executou trabalhos com maestria na administração pública.

Fonte: Assessoria

Facebook Comments