No início da madrugada deste domingo (1), um homem de 37 anos, identificado como Domingos S.F., foi morto, após assaltar o motorista de um ônibus e tentar atirar contra uma guarnição da Polícia Militar, em Vilhena.

Segundo o registro do caso, uma guarnição que realizava patrulhamento de rotina pela avenida Celso Mazutti, avistou o momento em que o motorista de um ônibus, que estava parado na BR-364, gesticulava freneticamente e gritava “pega ele ali, está com uma arma na mão” enquanto apontava para um homem que corria pela via pública.

Em acompanhamento ao suspeito, os militares viram o momento em que ele colocou na cintura um objeto, enquanto corria sentido a avenida Melvin Jones, a principal do bairro Cristo Rei.

Após desobedecer inúmeras ordens de parada dadas pelos militares, o suspeito sacou de um revólver calibre 38 e apontou em direção à viatura. Os militares reagiram e o atingiram com cinco tiros.

Mesmo caído, Domingos ainda precisou ser algemado por continuar oferecendo resistência à prisão, de acordo com a ocorrência.

Devido aos ferimentos que colocava em risco a vida do homem, os militares acionaram uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros, que socorreu a vítima, levando-a até o Hospital Regional.

Porém, o homem acabou não resistindo aos ferimentos e foi a óbito na unidade de saúde.

A vítima do assalto relatou que fazia sua linha diária, quando uma mulher saiu do canteiro lateral da BR e se atirou com a bicicleta na frente do ônibus, tendo o mesmo parado e acionado o Corpo de Bombeiros, que a conduziu ao hospital.

Enquanto estava parado, o homem avistou que uma motocicleta Honda Bros de cor laranja parou na avenida Celso Mazutti e o piloto tirou fotos do ônibus. Após a unidade de resgate sair do local, o veículo foi invadido por Domingos, que exigiu que o motorista entregasse tudo que tinha de valor.

Os policiais tentaram localizar a jovem que causou a parada do ônibus e confirmou se tratar de uma adolescente, mas não conseguiu informações concretas sobre sua identidade e seu envolvimento no crime. A arma usada pelo assaltante estava com cinco munições intactas e uma picotada.

Fonte: Folha do Sul Online

Facebook Comments