Foto da posse: Lucas Follador e Tiago Flores

ARIQUEMES- O prefeito de Ariquemes (PSL) e o vice-prefeito, Lucas Follador (DEM) não estão mais se entendendo e a cisão entre os dois já ganha as ruas da cidade e explode nas redes sociais. Eleito em 2016 com mais de 58% dos votos, Tiago Flores tinha uma relação muito boa com o vice, mas de uns meses para cá postagens nas redes sociais denunciam que acabou a lua de mel entre os dois.

Segundo apurou o Mais RO, desde julho de 2018, quando o Ministério Púbico denunciou o prefeito e mais dois dentistas, que as relações entre o chefe do executivo municipal e o vice-prefeito vinham definhando. De acordo com o MP, Tiago e dois dentistas respondem à Ação Civil Pública de improbidade administrativa. A promotora de Justiça Joice Gushy Mota Azevedo disse na ação que atos de improbidade administrativa importaram em dano ao erário, enriquecimento ilícito e violação de princípios da administração, porquanto ilegais, pessoalizados e moralmente inidôneos, ofensivos às regras de supremacia do interesse público e eficiência, que regem toda a atividade administrativa.

Explicando o imbróglio

Tiago Flores está sendo acusado de acobertamento de possíveis irregularidades cometidas pelos funcionários públicos, embora ocorram desde 1998, em relação ao não cumprimento integral da carga horária estipulada. Thiago Flores, em vez de retaliar incisivamente a conduta ímproba dos requeridos, agiu em sentido contrário, pois não apenas concordou com o descumprimento descarado da carga horária, como apoiou os servidores, ao tentar acobertar a ilegalidade e o dano ao erário causado, da maneira mais vil que estava ao seu alcance: convertendo a exceção em regra.

Vídeo da acusação na rede TV

 

Sobrou até para o assessor de imprensa do Adelino Follador

Acontece que Flores acha que Follador está por trás dessa denúncia e deflagrou guerra contra o ex-aliado. Nas redes sociais, uma página do Facebook denominada de “Rondônia contra a corrupção”, cujos donos são desconhecidos, avisa que todos os cargos indicados pelo vice e pelo deputado estadual Adelino Folador (DEM) estariam sendo exonerados: “De olho em 2020, Família Follador trata Thiago Flores como Inimigo Político. A união que parecia ser a força jovem com um ‘’Jeito Novo de Fazer Política” já não é mais a mesma no município de Ariquemes, a 200 km da Capital. O fato principal para o distanciamento da dupla foi a briga por nomeações na Prefeitura.

Já no início do mandato, o atual vice-prefeito Lucas Follador (DEM), e seu pai, o deputado estadual Adelino Follador (DEM) queriam a titularidade de 4 secretarias e todos os cargos comissionados das respectivas secretarias, sendo elas: Ação Social, onde Lucas pretendia indicar sua esposa, a assistente social Larissa Felchak Follador, que também foi candidata a vereadora, tirando uma votação inexpressiva. O fato do prefeito Thiago não ter aceitado a indicação da esposa do Vice, fez com que iniciasse um mal-estar entre os dois.

Na Agricultura, Thiago aceitou a indicação de Lucas para o nome do técnico aposentado da EMATER Newton Soares, que não conseguiu realizar um bom trabalho à frente da Secretaria e foi exonerado. Na Funcel, responsável pela Cultura e Esporte do município, a Família Follador indicou João Pedro, amigo pessoal do deputado Adelino, que não desempenhou um bom trabalho e foi exonerado.

Na Educação, os Follador indicaram a atual Secretária, a Professora Cleuzini Maria de Jesus, que continua na administração, mas após o rompimento com o Prefeito Thiago Flores. Seu padrinho político Adelino Follador pediu que a mesma se desligasse da Prefeitura, fato que não ocorreu.

Para atacar diretamente a administração, levando até para o cunho pessoal, o vice-prefeito Lucas Follador e o deputado Adelino Follador “contrataram” o vereador de Ariquemes Rafael Bento Pereira (DEM), conhecido como DJ Rafael é o Fera. Como pagamento, Rafael é o Fera conseguiu nomear seu Pai, Edevaldo Pereira e seu tio, Vanderlei Medeiros, ex Vereador de Monte Negro.

Enquanto isso, o prefeito Thiago Flores (PSL) segue em busca de recursos para o município, principalmente devido ao forte período de chuvas na região, pedindo apoio de vereadores, do vice-prefeito e de todos deputados para que a população que mais precisa não fique no prejuízo por vaidades e poder”.

Resposta de Adelino Follador

Deputado estadual Adelino Follador (CEM-RO)

O deputado estadual Adelino Folador respondeu aos ataques com uma nota divulgada nas redes sociais, na qual classifica como mentira ou fake news:

Nota de esclarecimento do deputado Adelino Follador

Diante das informações falsas e puramente eleitoreiras, de pessoas de má índole, que se escondem atrás das dificuldades de identificação nas redes sociais e pulverizam notícias completamente equivocadas sobre os andamentos políticos em Ariquemes, senti a necessidade de esclarecer a população sobre tais situações. Antes de tudo, destaco que a internet não é terra sem lei, por isso nossa assessoria jurídica está providenciando as medidas necessárias para que o responsável seja identificado e sofra as devidas punições legais.

Todos que verdadeiramente me conhecem sabem que jamais tratei as pessoas como inimigas, pelo contrário, a pessoa que aparece como vítima é quem desferiu frases que passam esse entendimento. Sempre trabalhei pautado na ética e no bem comum de nossa sociedade, jamais compactuando com ilicitudes ou jogos sujos na política.

De nossa parte nunca houve qualquer ‘briga’ por conta de nomeações na Prefeitura de Ariquemes. O texto diz que exigimos nomeações para quatro Secretarias e cita o nome de minha nora como indicada para a Ação Social, a qual apesar de ter competência e formação específica para o cargo, nunca teve interesse, pois é funcionária de carreira do Tribunal de Justiça do Estado.

Sobre a Secretaria de Agricultura, frisamos que o próprio prefeito declarou que não tinha nenhuma experiência na área e por isso deixou a cargo do Democratas, visto que sou técnico agrícola e meu filho, atual vice-prefeito, é médico veterinário, ambos com amplo conhecimento da área rural de Ariquemes. Fizemos sim a indicação do Sr. Newton de Oliveira, o qual foi exonerado em menos de um ano. Porém, em nenhum momento foi declarada sua incompetência, haja vista, sua formação como técnico agrícola, administrador e com experiência de 35 anos na Emater, além de conhecedor absoluto da agricultura local, o que pode ser verificado especialmente junto aos agricultores da região.

Quanto ao Sr. João Pedro, ressaltamos que o mesmo não foi nomeado secretário, mas sim, diretor de Cultura do município. Considerando seu currículo invejável e dedicação constante, opiniões unânimes de quem atua na área, lamentamos sinceramente que o município não tenha melhor aproveitado seu talento.

Sobre a nomeação da secretária de Educação, todos são testemunhas da repercussão acerca da eleição feita pelo Sintero, com indicação dos próprios funcionários da Educação e escolhido, pelo prefeito, entre os nomes apontados.

Sobre as situações acerca dos Vereadores eleitos pelo Democratas, destacamos que ambos tem independência e liberdade para agir conforme suas convicções, mesmo que estas nem sempre corroborem nossas opiniões. Quanto às nomeações citadas, afirmamos que tratam-se de pessoas que há muito tempo faziam parte da nossa assessoria e não possuem nenhum demérito no trabalho.

Por fim, o texto diz que procurou a mim e ao vice-prefeito, o que é mais uma MENTIRA ABSURDA. Nossos meios de contato são os mesmos, nunca mudamos nossos números de telefones, e-mails e redes sociais e não fomos procurados em nenhum momento para esclarecermos o assunto. Caso contrário, saberíamos quem está por traz deste ato covarde e não haveria necessidade de buscarmos os meios legais para confrontá-lo.

Quem age com a verdade e a justiça não precisa se esconder, então gentilmente pedimos ao autor do texto que se apresente, assim como jamais nos escondemos de nossos atos e decisões e apresentamos a referida nota como satisfação à população e amigos pelos quais nutrimos profundo respeito.

Adelino Follador
Deputado Estadual – DEM

 

Facebook Comments