Alok fez história ontem, 20,  na Oktoberfest de Igrejinha (RS). Depois de contagiar o público com sua energia e repertório de sucessos, o DJ brasileiro mais famoso no mundo levou o público às lágrimas ao anunciar no final do show a doação de seu cachê para a festa. “Como que eu não vou fazer a minha parte se tem mais de três mil pessoas que fazem isso acontecer de forma voluntária. É o mínimo que eu podia fazer, eu amei essa cidade e eu vou guardar vocês no fundo do coração”, anunciou o artista.

A referência de Alok é para o caráter comunitário da festa, que conta com o apoio voluntário de mais de três mil pessoas na organização do evento (o artista brincou que agora são 3.001). Ao final, os resultados financeiros são revertidos para instituições e entidades de Igrejinha e região em áreas como saúde, educação, infraestrutura e segurança pública.

“Dia incrível, jamais vou esquecer esse dia na minha vida. São pessoas como ele que fazem a diferença no mundo”, agradeceu emocionado Ezequiel Stein, presidente da 32ª Oktoberfest de Igrejinha.

A tradicional ‘festa de outubro’ de Igrejinha  32ª edição – que acontece de 18 a 27 de outubro, terá atrações musicais que vão de música típica, com bandinhas, bandas tradicionais e de baile, aos show nacionais de ANITTA, ALOK (ontem), MATHEUS & KAUAN e JORGE & MATEUS.

Sobre Alok

Também reconhecido internacionalmente, o DJ ALOK comandou o palco principal no domingo (20 de outubro). Nascido em uma família musical, com pais e irmão gêmeo também integrantes da cena eletrônica, Alok foi escolhido “Melhor Dj do Brasil” duas vezes consecutivas, e eleito recentemente Top Dj 13º do mundo para a revista britânica “DJ Mag”. É o único brasileiro a integrar a lista inédita da Billboard com os 100 melhores Djs do mundo. Na plataforma Spotify tornou-se o primeiro brasileiro a marcar presença no TOP 100 Global, com hits “Hear Me Now”, “Never Let Me Go”, “Big Jet Plane”, “Ocean”, “United”, “Favela” e o recém lançado “Innocent”.

 

Facebook Comments