23 C
Porto Velho
domingo, agosto 14, 2022

Buy now

spot_img
spot_img

Agora é oficial: prefeitura de PVH contrata três empresas de transportes em regime emergencial

A Prefeitura de Porto Velho fechou o contrato emergencial para a operação do sistema detransporte público da capital do estado. O prazo para as empresas contratadas iniciarem seus trabalhos é de sessenta dias. Duas empresas compõem o novo consórcio, uma delas é o Grupo Rovema, com sede no próprio município de Porto Velho, a outra é a Amazonas Transportes Fretamento e Turismo Ltda. – Amazontur – com sede no município de Macapá. Em conjunto, disponibilizarão a quantidade de cento e oitenta ônibus novos ou seminovos, com data de fabricação de no máximo cinco anos.

O vice-governador d RO, Daniel Pereira esteve na sede de uma das empresas
O vice-governador d RO, Daniel Pereira esteve na sede de uma das empresas

Também estarão em circulação alguns ônibus executivos, para transporte de passageiros ao aeroporto, devidamente refrigerados e com Wi Fi disponível, e dois ônibus articulados, com a capacidade de transportar até cento e sessenta pessoas. “Esses veículos vão trabalhar nos horários de pico do trânsito. Estamos criando as rotas por onde eles irão circular. Podemos adiantar que serão atendidas as ruas Calama, Farquar, Sete de Setembro, Rio de Janeiro, Mamoré e algumas vias da Zona Sul”, informou Carlos Guttemberg, secretário municipal de Transportes e Trânsito (Semtran).

180onibus (1)O secretário explicou que por indicação do sindicato Sitetuperon foi avaliada a possibilidade de contratação de uma empresa do estado do Acre, mas que ela acabou se retirando do processo de contratação. “Na primeira proposta, ela se colocou como participante, mas pediu que sua entrada acontecesse em 2019, o que seria impraticável para nós. Ela apresentou então a segunda proposta, constando a afirmação de que estaria disposta a absorver a mão de obra do transporte público já existente na cidade, mas não explicitou consistentemente como isso seria feito. Abordou a implantação de um novo sistema de bilhetagem, mas também não explicou como isso aconteceria, enfim, a segunda proposta não atendia nossas expectativas. Pedimos que fosse apresentada uma terceira proposta, mas a empresa findou por não apresentá-la e, numa reunião acontecida ontem, com os empresários, ela informou que se colocava fora do processo de contratação”, esclareceu.

As empresas contratadas vão absorver a força de trabalho de motoristas e cobradores já existente em Porto Velho, os ônibus iniciarão com a tarifa a dois reais e sessenta centavos até que comprovem a qualidade de seus serviços e a necessidade de aumento para atender seus custos, após o que a Prefeitura poderá avaliar a possibilidade de aumento, os serviços têm sessenta dias como data limite para início, mas podem começar antes. “A expectativa é de que iniciem ao final deste mês ou no início do próximo. Eles querem passar o natal já operando e falam até em adornar os veículos para as festas de fim de ano”, destacou Guttemberg, explicitando também que as empresas serão fiscalizadas diuturnamente pela Semtran, que o prazo emergencial é de seis meses com a possibilidade de renovação por mais seis e que a Prefeitura já está providenciando a nova licitação para atendimento permanente do transporte público da capital. “Não podemos mais viver sujeitos a paralisações por greves e sujeitos a serviços mal ofertados, estamos querendo novos tempos com muito mais qualidade”, declarou.

O vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira (PSB), esteve em uma das empresas contratadas. “Estivemos com o empresário Adelio, do grupo Rovema, que assumirá parte do transporte coletivo de Porto Velho.  Adelio é um homem bem sucedido como empresário. Tem muito a oferecer a Porto Velho.  Gostei da exposição e das ideias dele em como melhorar o transporte público de nossa capital. Tem tudo para dar certo.”, avaliou Daniel Pereira.

EM LEVA EU

O secretário pediu à população que evite abastecer os Cartões Leva Eu por períodos longos. As novas empresas não reconhecerão o sistema de bilhetagem atual. Afirmou ainda que o prefeito se mostra muito satisfeito com a solução para o problema do transporte coletivo, que trouxe muito desgaste à todos nesses últimos tempos. “Ele espera atender bem a comunidade e a classe trabalhadora que será absorvida pelas empresas. Disse esperar que finalmente a sociedade portovelhense passe a contar com um sistema de transporte público justo e de qualidade”, concluiu.

Related Articles

REDES SOCIAIS

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles