A partir de dezembro, 533 servidores da saúde de Rondônia que atuam na área de endemias voltarão a receber adicional de insalubridade. O valor acrescido ao contracheque dos agentes de saúde será de 10% sobre o salário.

A informação foi recebida pelo presidente do Sindsef/RO, Abson Praxedes e o secretario da Coordenação Municipal de Ji-Paraná, Prof. Ildo Mussoi, em reunião realizada sexta-feira (8), com o superintendente do Ministério da Saúde em Rondônia, Igor Mendonça.

Os servidores estavam com o benefício suspenso desde janeiro deste ano, em função de uma portaria do Ministério da Saúde que passou a exigir laudo técnico para garantir o adicional. Contudo, segundo explicou o senador Marcos Rogério, o estado de Rondônia não possuía médicos do trabalho para emissão dos laudos.

O Ministério da Saúde enviou em abril dois servidores à Rondônia para elaborar os documentos. E agora a Superintendência Estadual conseguiu restabelecer o adicional de insalubridade na folha de pagamento dos servidores.

Os agentes de saúde voltam a receber o benefício a partir do próximo pagamento, inclusive com o acréscimo dos retroativos de abril a novembro”, explicou o superintendente do Ministério da Saúde em Rondônia, Igor Mendonça Alves.

Num primeiro momento, a medida contempla 533 servidores e, posteriormente, 722 servidores ativos e inativos.

Facebook Comments