O foragido João Correia Elias, 45 anos, acusado de matar a tiros Denis Henrique Signorini Martini, 27 anos, foi preso na noite de quarta-feira (9), após fugir de uma abordagem e trocar tiros com policiais militares. A fuga iniciou no condomínio Orgulho do Madeira, na Zona Leste de Porto Velho. Ele já estava sendo procurado por investigadores da Delegacia de Homicídios.

Os policiais estavam em patrulhamento, quando foram averiguar uma tentativa de homicídio, avistaram o veículo no condomínio Orgulho do Madeira e iniciaram o acompanhamento. João dirigia o mesmo carro usado no dia que matou Denis.

Ao avistar a viatura, o criminoso acelerou o veículo para tentar despistar a equipe policial. Ainda dentro do Orgulho do Madeira, outras viaturas se mobilizaram para interceptar o carro.

Na fuga, ele acabou colidindo frontalmente com uma viatura, continuou a fuga e bateu em outros carros.

Ao chegar no cruzamento das Ruas Osvaldo Ribeiro com Mané Garrincha, os policiais fizeram um bloqueio para tentar parar o carro, mas ele colidiu contra a viatura e outro veículo. Os policiais continuaram o acompanhamento e o homem bateu novamente na viatura.

Ainda na Rua Mané Garricha, o criminoso atropelou um casal que estava em uma motocicleta, mas ele não parou e continuou a fuga.

No momento em que os policiais se aproximaram do carro do criminoso ainda em movimento, João sacou uma arma e atirou contra a equipe, que revidou e acertou o pneu do carro do foragido.

Mais uma vez, o criminoso tentou colidir contra a viatura mesmo com os pneus do carro furados. Segundo a ocorrência, todas as vezes que alguma equipe policial aparecia, João efetuava disparos de arma de fogo.

A fuga terminou na Rua União, quando o criminoso colidiu contra outro veículo. Na abordagem, os policiais perceberam que ele havia sido baleado, durante os revides dos disparos efetuados por ele.

O criminoso foi socorrido para o Hospital João Paulo II, onde foi constatado que ele foi alvejado no braço e no ombro direito. Dentro do carro, foi localizado um revolver calibre 38 com cinco munições deflagradas.

O foragido ficou sob custódia de policiais penais, e assim que receber alta médica, será encaminhado para o presidio estadual, onde deve cumprir a prisão preventiva decretada pela justiça.

Fonte: Rondoniagora

Facebook Comments