Acusado de matar a ex-esposa a tiros no Espírito Santo é preso em Rondônia

Um trabalho em conjunto das polícias Civil e Militar de Rondônia, resultou na localização e prisão do foragido do estado do Espírito Santo, Valmir dos Reis Lopes, 44 anos, no município de Vilhena, na tarde de terça-feira (17).

Ele é acusado de matar a tiros a ex-esposa Irlane Vilma Dias Case, 35 anos, no dia 2 de abril deste ano, enquanto ela passeava com seu cachorro, na praia de Itaparica, no município de Vila Velha.

Após receber informações sobre o paradeiro do criminoso, a Polícia Civil de Rondônia entrou em contato com as autoridades policiais de Vilhena, informando que o foragido estava na cidade, de carona em um veículo Ônix.

As diligências iniciaram, e os policiais militares conseguiram localizar e abordar o veículo na Avenida Jamari, em Vilhena. Na consulta nominal, foi confirmado o mandado de prisão contra o criminoso. As autoridades do Espírito Santo já foram comunicadas.

O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o sistema prisional, onde ficou à disposição da justiça, e deverá ser transferido para o estado onde cometeu o homicídio.

A prisão de Valmir era o único desejo da família de Irlane Vilma, para que ele pudesse pagar pelo crime cometido.

O crime

Para a Polícia, a família relatou que a vítima, que morava no município de Aracruz, após se separar de Valmir, teria se mudado para o município de Vila Velha, onde pretendia iniciar uma nova vida com sua filha e escapar das ameaças do ex-marido.

Segundo apurou as investigações, o casal havia se separado em janeiro, após brigas e desentendimentos.

Mesmo com a mudança de cidade, Valmir descobriu onde a vítima estava morando e sua rotina.

No dia do crime, Irlane saiu do prédio onde morava para passear com seu cachorro de estimação. Após andar alguns metros, a vítima foi abordada pelo ex-marido, que efetuou vários disparos contra Irlane. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após o crime, Valmir fugiu e não foi mais localizado pela Polícia. Câmeras de segurança da região onde o fato aconteceu, registraram o criminoso correndo do local.

Com o avanço das investigações, a justiça decretou a prisão preventiva do acusado, ele não foi localizado e passou a ser considerado foragido da justiça.

Fonte: Rondoniagora

Facebook Comments