Eduardo Fauzi, acusado de atacar a sede da produtora Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro, em dezembro do ano passado, foi preso pela Interpol em Moscou, informa Lauro Jardim.

Fauzi foi identificado pela Polícia Civil do Rio como um dos cinco homens que jogaram coquetéis molotov na sede da produtora, na véspera de Natal, em retaliação ao especial do grupo humorístico que incluía um “Jesus gay”.

Segundo a investigação, o acusado embarcou para a Rússia, onde moram sua namorada e seu filho, dias depois do atentado, em 29 de dezembro. De lá, ele chegou a gravar vídeos defendendo a censura ao grupo e deu entrevista dizendo que o ataque havia sido um “foguinho de merda”.

O Ministério da Justiça já foi avisado da prisão do terrorista-dançarino e começou os trâmites para sua extradição para o Brasil.

Fonte: O Antagonista

Facebook Comments