“Acabado por não tirar todos”, diz sobrevivente do CT do Flamengo

0
203

 O atleta começou a jogar pelo Flamengo nesta semana. O incêndio foi no quarto dele

Felipe Cardoso, 15 anos, jogador do Flamengo que sobreviveu ao incêndio no Ninho do Urubu, o centro de treinamento do Flamengo, fez uma série de posts no Instagram, onde lamentou o fato de não ter conseguido salvar mais colegas do local do acidente. “Me sentindo acabado por não ter conseguido tirar todos. Por que, Meu Deus? Obrigado por estar vivo. Vocês nunca serão esquecidos, irmãos”, escreveu o atleta.

Logo depois, postou uma foto onde aparecem os colegas e escreveu: “Meus irmãos… Pq Deus pq… Obrigado por me livrar, meu Deus”. Por fim, o jogador ainda escreveu que está em “luto eterno”. “Estou bem, por pouco não estaria mais vivo. Deus é maravilhoso. Luto eterno. Só quero esquecer as cenas”, disse.

Pelo Twitter, Felipe se pronunciou mais uma vez e contou que o incêndio começou no quarto dele. “Só tenho que agradecer a Deus por conseguir acordar e escapar da morte. Deus conforte meus irmãos”, escreveu.

O atleta começou a jogar pelo Flamengo nesta semana. Antes, Felipe estava no Vasco. Há três dias, o jogador postou uma foto expressando gratidão por estar entrando para o time. Os Stories foram apagados logo depois da publicação.

O incêndio
Pelo menos 10 pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um incêndio de grandes proporções no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro. As chamas começaram na madrugada desta sexta-feira (8/2), por volta das 5h.

O local foi completamente consumido pelo fogo. Entre os feridos, está uma pessoa em estado grave. As vítimas encaminhadas ao hospital foram identificadas como Cauã Emanoel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura — as idades não foram informadas. Cauã é de Fortaleza e está há três anos no Rio.

Fonte: Metrópoles

Facebook Comments