‘A palavra golpe é usada quando a esquerda perde’, diz Bolsonaro após renúncia de Evo Morales

Momentos após o presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciar sua renúncia em pronunciamento pela TV, o presidente Jair Bolsonaro concedeu entrevista exclusiva ao GLOBO, por telefone, em que disse não considerar positivo o que ocorreu no país vizinho. Instado a opinar se Morales foi vítima de um golpe, como denunciou seu vice, Álvaro García Linera, que também anunciou sua renúncia, Bolsonaro inicialmente disse que não entraria em detalhes, mas acabou respondendo:

— A palavra golpe é usada muito quando a esquerda perde, né? Quando eles ganham, é legítimo. Quando eles perdem, é golpe. Eu não vou entrar nessa narrativa deles aí. A esquerda vai falar que houve golpe agora.

Ao dizer que não considera positivo o que ocorreu com a Bolívia, ele mencionou os problemas inerentes à segurança em eleições:

— Não é bom acontecer esse tipo de movimento. Eu sei que lá foi contra a esquerda, mas a gente não quer nem contra a esquerda, nem contra a direita. A gente quer que, acabou, tem dúvida, vai lá e conta, abre a urna lá, o voto impresso e conta — comentou.

 

Facebook Comments