Governador anuncia projetos para 2014

 

Governador anuncia projetos para 2014
Governador anuncia projetos para 2014

Ontem, terça-feira, 18, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, Hermínio Coelho (PSD), demonstrou sua total inabilidade política ao tentar constranger o governador Confúcio Moura (PMDB) considerado pela maioria dos deputados, um verdadeiro estadista. Sem qualquer respeito com o Chefe do Executivo, fez um discurso de ódio e rancor, no momento em que o governador abria os trabalhos daquela Casa de Leis. Totalmente deselegantes, a atitude dele e da claque que foi preparada para vaiar o governador durante a fala dele. Faltou educação e o mínimo de decoro por parte do parlamentar que só sabe falar. Todos lembram com tristeza da operação abafa, que colocou panos quentes nos deputados pegos pelas operações  Termópilas e Apocalipse. Nenhum deputado foi punido, apesar de provas contundentes indicarem crimes cometidos.

Os deputados não aplaudiram o discurso raivoso e inconsequente de Hermínio. Não acharam graça nenhum em suas palavras cheias de ódio e rancor. Vale aqui lembrar a frase do deputado Jaques Testoni (PSD), do mesmo partido de Hermínio: “Confúcio Moura é um estadista e será lembrado por ter feito um governo municipalista sem ranço partidário. Nenhum governante vai agradar a todos, mas seguramente o governador Confúcio é um homem de dialogo que mesmo diante dos percalços, vem governando Rondônia com transparência nas ações”. Assim falam sobre Confúcio a maioria dos parlamentares daquela Casa. Para quê bater boca com um parlamentar sem a mínima educação, sem o mínimo decoro? Fez bem o governador ao deixar o plenário. A contragosto, mas, de cabeça erguida. Ele tinha mais o que fazer do que estar ouvindo baboseiras. Ao final do discurso raivoso, deputados saíram à francesa, evitando Hermínio. E assim ele vai ficando sozinho. Falando sozinho. Os dois DECOM, da Assembleia e Governo enviaram releases para a imprensa sobre a abertura dos trabalhos da Casa. O release da ALE, oficial, portanto, continha apenas ataques ao governador, enquanto que, o distribuído pelo governo o conteúdo foi técnico e não político.

Confúcio fez um relato dos investimentos do Estado no último ano e agradeceu o apoio dos parlamentares ao governo, superando as diferenças e os interesses partidários para agirem a favor do bem comum; destacou os debates e a disposição dos deputados que aprovaram só no ano passado 260 projetos de leis, sendo que 218 foram transformados em leis ordinárias.

O Governador destacou algumas leis, como a que criou o Conselho de Defesa dos Direitos Humanos; a criação de planos de cargos e carreiras de várias categorias; a Lei de política estadual de apoio ao associativismo e cooperativismo; Conselho de Alimentação; a criação do Instituto Abaitará, uma escola técnica rural na região de Pimenta Bueno; a implantação da gestão democrática nas escolas; a criação do Conselho Estadual de Segurança Pública; “só para destacar algumas”,  salientou Confúcio.

Para 2014, o Governador disse que espera que o mesmo diálogo e consenso possam nortear as ações entre os dois poderes, “o que será fundamental para que se mantenha o crescimento do Estado e a conquista de benefícios para toda a população”. O governador relatou algumas realizações dos últimos três anos de gestão, destacando especialmente a modernização do Estado, que está vendo a concretização do projeto da Infovia (internet de alta velocidade para as localidades mais remotas); o crescimento da agroindústria, com mais de 300 unidades já instaladas; a construção de moradias para famílias de baixa renda; entre outras ações governamentais que tem transformado a realidade de muitas pessoas em todo o Estado.

 

Facebook Comments