saltook-370x198O Projeto Salto realizará nos dias 25, na Coordenação Regional de Educação de Porto Velho, e no dia 27, na Coordenação Regional de Educação de Rolim de Moura, atividades socializadoras para estudantes e professores do projeto de correção de fluxo.

A iniciativa de realizar atividades socializadoras, por parte do ‘Projeto Salto’, de acordo com o secretário de Estado da Educação de Rondônia, Emerson Castro, alcança o objetivo proposto pelo governador Confúcio Moura para melhorar a qualidade do ensino em Rondônia.

A professora Irani Oliveira, coordenadora do CRE/Porto Velho, disse que além de seguir a metodologia do projeto, que prevê a cada módulo uma atividade complementar, utilizando temas sociais para formação cidadã dos estudantes.

As atividades, segundo a coordenadora, tem o objetivo de socializar com a comunidade escolar, conhecimentos construídos por meio dos projetos pedagógicos complementares vivenciados nos módulos, alcançando a reflexão dos estudantes sobre as temáticas trabalhadas de maneira lúdica, criativa e explorando diversas linguagens.

No decorrer dos anos de 2013 e início de 2014, foram trabalhados os temas Segurança Alimentar e Nutricional, Meio Ambiente e Energia.

As atividades serão coordenadas por José Sobral, consultor da Fundação Roberto Marinho. O tema “Fortalecendo Vínculos – Celebrando a Vida” será desenvolvido através do movimento corporal dentre outras ações como o uso da tecnologia, no caso o celular. O evento será finalizado com uma exposição das produções feitas pelos próprios estudantes.

 

PROJETO SALTO

Criado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc), o  Projeto é uma Correção do Fluxo Escolar, voltado para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, implantado em maio de 2013 e aprovado pelo Conselho Estadual de Educação.

O Projeto Salto está presente em 41 municípios, beneficiando 4.740 estudantes utilizando a Metodologia Telessala, reconhecida internacionalmente como uma tecnologia que promove qualidade na educação.

Facebook Comments