Sessenta profissionais de saúde de Ariquemes (RO) foram afastados das funções por terem adoecido. A informação foi confirmada pelo próprio prefeito da cidade, Thiago Flores, em um vídeo publicado em sua página no Facebook na noite de segunda-feira (27).

Ele também relembrou que, apesar dos esforços para frear a disseminação do novo coronavírus, 100% dos leitos clínicos estão ocupados, além de 66,7% dos de UTI.

“É importante dizer que no combate a essa pandemia, alguns dos nossos guerreiros, da linha de frente, adoeceram. E hoje já são 60 os profissionais de saúde afastados, na data de hoje, desse combate. Por isso, quero já pedir compreensão à população de Ariquemes no sentido de atraso no eventual atendimento, seja na UPA, seja em alguma UBS”, explicou.

Para resolver o problema e evitar o risco de colapso nos atendimentos, o chefe do executivo municipal disse que está remanejando servidores para que o foco no combate à pandemia continue. “Eu quero dizer que profissionais do CAR [Centro de Afecções Respiratórias] foram capacitados visando diminuir as longas filas que têm se formado no Seeja”, informou.

Segundo ele, esses profissionais foram distribuídos em algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. O prefeito pede ainda que a população evite filas e procure uma das unidades para “diminuir a angústia das pessoas esperando atendimento”.

Fonte: G1

Facebook Comments