VEJA AQUI DEZENAS DE FOTOS E A SITUAÇÃO DA BR-364 NO ACRE

18-02-14-br-364-alagada-2

Com o nível de 17,75 metros o rio Madeira no estado de Rondônia ultrapassou na manhã desta terça-feira (18) a maior marca registrada desde 1997 quando chegou a 17,52 metros.

O gigante já desabrigou centenas de pessoas que tiveram suas casas atingidas pelas águas e ameaça isolar o estado do Acre.

Se continuar subindo o rio Madeira que já invadiu vários pontos da BR 364 irá impedir de fez o trafego de veículos.

18-02-14-br-364-alagada-1

Moradores de cidades próximas a margem do rio Madeira acreditam que essa enchente histórica possa ter sido causada pela construção das Usinas Hidroelétricas Jirau e Santo Antônio, mas técnicos das duas usinas negam tal influencia.

Em Rondônia as cidades de Guajará Mirim, Jaci Paraná e Nova Mamoré foram as mais afetadas.

A preocupação maior agora é com a BR 364 que a cada hora aumenta os pontos de alagamento e em alguns trechos não se sabe mais o que é estrada e o que rio.

Governador Tião Viana diz em entrevista coletiva que já tem planos para trazer combustível do Vale do Juruá para abastecer Rio Branco.

Contilnet

tiao-coletiva

Na manhã desta terça-feira (18), o governador reuniu autoridades – entre membros da Defesa Civil Estadual e Municipal, representantes dos distribuidores atacadistas, combustíveis e do setor do comércio em geral – em uma coletiva de imprensa.

Realizada na Casa Civil, a coletiva tratou dos possíveis riscos de desabastecimentos que o estado corre.

Segundo o governador, o que acontece é que os postos estão esgotando sua capacidade de atendimento nesses dias e alguns ainda estão com estoque para cerca de dois ou três dias. “Nós tivemos que adotar algumas medidas”, afirma o governador.

Segundo informações da distribuidora estatal, a BR Distribuidora, que trabalha na logística de combustível para a região, há gasolina no município de Cruzeiro do Sul para atender a demanda da capital nos próximos 20 dias.

“O que acontece é que o município estoca [combustível] no inverno para atender a demanda do verão, quando a balsa encontra dificuldades em Porto Velho. É essa logística que vai nos atender”.

 

Publicidade

Anúncie Aqui

Comente essa Notícia




Shopping MaisRO