Polícia Civil reduz em 30% números de inquéritos acumulados, em Rondônia

0
165
O projeto conta com a parceria do Ministério Público e Tribunal de Justiça

Com a implantação do projeto de Metodologia para Redução e Tramitação de Inquéritos Policiais (MRT-IP) a forma de produção dos pré-processos nas delegacias do interior de Rondônia ganhou celeridade. Somente nos dois primeiros meses, a polícia civil reduziu em 30% o número de inquéritos acumulados.

O projeto, implantado pelo Departamento de Polícia do Interior, visa diminuir acúmulos, acelerar os pré-processos, trabalho previamente ajustado numa parceria com o Ministério Público e Tribunal de Justiça.

Para implantar o projeto nas delegacias regionais, delegados e agentes policiais foram instruídos. Um mutirão foi realizado em cada unidade para colocar a demanda em dia, disse o delegado regional de Ariquemes Rodrigo Silva Duarte, idealizador do projeto.

“A justiça estadual terá uma resposta mais rápida no processo e julgamento dos crimes ocorridos no Estado, uma vez que os inquéritos não ficarão mais paralisados”, explica o delegado.

Outro ponto central do projeto destacado pelo delegado Duarte é a aproximação  das instituições, visando a uniformização de entendimentos jurídicos e o estabelecimento de diretrizes para condução e relatoria dos inquéritos. “A meta deste ano é diminuir este número pela metade. Em 2018, o projeto continua acelerado até que os números de inquéritos estejam em dia, garantindo a dinâmica do trabalho  da polícia judiciária na resolução dos crimes no Estado de Rondônia”.

De acordo com diretor-geral da Polícia Civil de Rondônia, delegado Eliseu Muller de Siqueira, o projeto  MRT-IP vai priorizar casos mais complexo, permitindo mais eficiência, produzindo provas mais robustas nos inquéritos policiais para que o MP ofereça as denúncias. “Essa nova metodologia contribui para que os casos não caia no esquecimento e, com isso, diminua a sensação da criminalidade oferecendo ao cidadão/vitima a satisfação de serviço eficiente por parte do Estado”.

O diretor de polícia do interior,  Arismar Araújo disse que,  somente na primeira etapa do projeto, já foram entregues mais de 3,3 mil inquéritos para denúncia. “trabalhando com um número menor de inquéritos os delegados poderão dar maior qualidade a prova criminal”.

Leia mais:

 Instituto de Identificação Civil e Criminal de Rondônia instala três postos em Porto Velho e cinco nos distritos

 Polícia Civil apresenta projeto de criação e implantação de núcleos especiais para conciliação em Rondônia


Fonte
Texto: Suelly David
Fotos: Arquivo
Secom – Governo de Rondônia

Facebook Comments