Mosquini quer a liberação dos lagos das usinas para criação de peixes em tanques-rede

0
74
Lúcio Mosquini, governador Confúcio Moura e ministro Hélder Barbalho (Zózimo Macedo)
Lúcio Mosquini, governador Confúcio Moura e ministro Hélder Barbalho (Zózimo Macedo)

O deputado federal Lúcio Mosquini (PMDB-RO) foi recebido em Brasília nesta terça-feira (13) pelo ministro Hélder Barbalho (Pesca e Aquicultura) com o qual tratou de um projeto que pode revolucionar a piscicultura e a produção de pescados em Rondônia.

 

Na oportunidade Mosquini estava acompanhado do governador Confúcio Moura e uma comitiva de empresários e técnicos do estado.

 

Lúcio Mosquini é um entusiasta da idéia de se criar peixe nos lagos das usinas hidrelétricas, através de tanques-rede. “É uma ideia fantástica e maravilhosa, porque tira o trabalho da escavadeira hidráulica. Você não vai ter a construção de tanque com APC, o tanque está pronto. Seremos também um grande produtor de peixes em tanques-rede e os lagos de Santo Antônio e Jirau são propícios à atividade”.

 

mosqui2Os lagos das duas usinas somados são maiores que todas as represas existentes no estado e, uma vez utilizados, dobrariam a produção de pescado no estado.

 

O projeto recebeu boa acolhida do ministro Hélder Barbalho, que afirmou que Rondônia é um estado estratégico para a piscicultura nacional, em especial no tocante às criações de tambaqui e pintado.

 

Para a concretização deste projeto é fundamental a ação firme do Governo do Estado. Na audiência, além de solicitar o empenho do ministro para implantação do programa de criação de peixes em tanques-redes nos lagos das hidrelétricas, Confúcio Moura também pediu apoio para a construção de dois entrepostos de peixe em Ariquemes e Ouro Preto.

 

“O objetivo é agregar valor, ao invés de simplesmente vender matéria prima. Queremos vender produtos processados”, afirmou Confúcio.

 

Tanques-rede

 

A criação de peixes em tanques-rede é a modalidade de piscicultura que substitui a utilização de tanques escavados pelo uso do espaço em corpos d’água já existente, sejam eles naturais, como os rios ou artificiais (represas já existentes).

 

Para efeito de comparação uma represa para criação de 1.000 peixes custa atualmente em torno de R$ 10 mil. Já o tanque-rede o preço médio é cinco vezes menor, cerca de R$ 2 mil.

 

 

Produção de pescado em Rondônia

 

A produção de pescado em Rondônia é de atualmente 80 mil toneladas anuais. Para agregar valor ao produto, gerando mais renda para os produtores, é preciso que o produto tenha o Selo de Inspeção Federal (S.I.F.).

 

Lúcio Mosquini disse ainda que o estado de Rondônia deve participar de feiras e eventos gastronômicos para divulgar seu pescado nacional e internacionalmente.

 

“Uma das bandeiras de meu mandato é o apoio ao produtor rural e a piscicultura é um segmento importantíssimo. Não tenho dúvidas de que daremos um salto enorme, em produção e renda, com estas ações que estamos implementando aqui em Brasília”, concluiu Mosquini.

 

 

Facebook Comments