MORRE EX-DEPUTADO FEDERAL LEÔNIDAS RACHID

RACHID_2Morreu na tarde desta terça-feira (29), em Cuiabá, o conceituado médico pioneiro e ex-deputado federal Leônidas Rachid Jaudy.

Leônidas Rachid Jaudy nasceu em 16 de julho de 1932. Formou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ,) em dezembro de 1959.

Chegou ao antigo território federal de Rondônia em 1960. Em outubro daquele ano foi contratado pelo governo. Quando começou suas atividades teve de enfrentar uma região insalubre com grande incidência de malária, tuberculose e hanseníase, entre outras doenças tropicais debilitantes e até fatais.

Ao longo dos 32 anos de atuação, exerceu várias funções públicas: diretor do Hospital São José, diretor da Maternidade Darcy Vargas, diretor de Saúde e, posteriormente, secretário de Saúde, Educação e Serviço Social. Labutou ao lado de figuras exponenciais do nosso pioneirismo médico da segunda metade do século passado como foram: Hamilton Raulino Gondim, Ary Tupinambá Penna Pinheiro, Lourenço Antônio Pereira Lima, Rafael Vaz e Silva, Hélio Sthuthos Arouca,  Murilo Oliveira, Arilda Mota  Siqueira, Nelson Couceiro, José Adelino da Silva, Noel Bispo dos Santos e Carlos Alberto Brasil Fernandes.

Rachid foi um soldado de destaque desse grupo de combatentes de doenças que atuou em Rondônia. Cirurgião vocacionado e talentoso, operava com elegância e destreza. Ao ser procurado pelos acadêmicos de medicina que passam suas férias em Porto Velho, permitia que o auxiliassem nas cirurgias enquanto ministrava ensinamentos fundamentados no saber teórico e em sua longa vivência. De temperamento agradável, cativava a todos que com ele conviviam.

Como homem público, desenvolveu um trabalho notável. Em suas gestões foram realizadas as seguintes obras: construção do centro cirúrgico, do laboratório de análises clínicas, do pavilhão de neuropsiquiatria e a aplicação das enfermarias do Hospital São José. Na Maternidade Darcy Vargas, construiu o centro-obstétrico, o berçário, dez apartamentos e ampliou o número de leitos. A Comunidade Aben-atar recebeu ar-condicionado e teve reformada suas copa e cozinha, além de ter sido dotada de médico e dentista. Em sua gestão como secretário de Saúde construiu o primeiro hospital ortopédico de Rondônia, o Hospital das Doenças do Aparelho Locomotor, em parceria com o Hospital Sara Kubitschek, de Brasília, dirigido peloprofessor Aluízio Campos da Paz.Rachid determinoua reformae a ampliação de outras unidades de saúde de Porto velho, Guajará-Mirim e diversos municípios de Rondônia.

A participação política do eminente médico reveste-se, também, de grande importância. Respondeu pelo governo do Território de Rondônia por quatro vezes. Em todas as funções exercidas postou-se com denodo, dedicação e competência.

Ao se aposentar, Rachid retornou à sua terra natal, Cuiabá, onde usufrui, junto com seus familiares, merecidos dias de repouso certamente com a consciência tranquila de quem cumpriu  meritoriamente o seu dever de médico e de cidadão. O povo de Rondônia jamais deveria esquecer essa figura exponencial da medicina exercida em nosso meio.

QUEM FOI DR. RACHID

Filho de Jorge Rachid Jaudy e Inocência Ribeiro Jaudy. Formado em Medicina em 1959 pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com curso pela Escola Superior de Guerra em 1979,1 transferiu-se para Rondônia onde trabalhou por conta das obras da BR-364. Nomeado Diretor de Saúde (1967-1969) no governo José Campedelli, tornou-se o primeiro Secretário de Saúde de Rondônia (1967-1969) no governo Teodorico Gaíva.2 Nesse interregno foi membro do Conselho Penitenciário de Rondônia e prefeito interino de Porto Velho.

Membro da ARENA desde a sua fundação, mudou para o PDS com o fim do bipartidarismo elegendo-se deputado federal por Rondônia em 19823 e durante o mandato ausentou-se na votação da Emenda Dante de Oliveira em 1984 e votou em Paulo Maluf no Colégio Eleitoral em 1985. Pouco depois migrou para o PFL não sendo, porém, reeleito em 19863 Disputou sua última eleição pelo PRN em 1990 como candidato a vice-governador na chapa de Valdir Raupp sendo derrotado em segundo turno pela chapa de Osvaldo Piana (PTR).

Fora das atividades políticas foi médico legista do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Secretário municipal de Saúde na segunda administração José Guedes em Porto Velho.

Fontes: Maisro.com com Viriato Moura e Wilkipedia

Facebook Comments