Mais um educador indígena de Rondônia vence prêmio nacional

0
431


professor indígena Alexandre Suruí, que trabalha na a Escola Indígena Estadual Sertanista José do Carmo Santana, da aldeia Gapgir, ganhou a etapa nacional do prêmio ‘Respostas para o Amanhã’. O educador criou o projeto ‘Plantas Medicinais do Povo Paiter: Resgatando os Conhecimentos Tradicionais’, junto aos alunos do segundo ano do ensino médio de Cacoal (RO). De acordo com o G1 Rondônia, a cerimônia aconteceu nesta semana em São Paulo.

Ao todo, foram selecionados 25 vencedores regionais para a final. Desse número total, cinco poderiam ser escolhidos através de júri popular, onde a população escolheu através do voto via internet, e cinco escolhidos por uma comissão julgadora, que seriam os vencedores nacionais.

Foi nessa segunda categoria que Alexandre foi eleito. Segundo o educador, o prêmio foi uma motivação maior para dar continuidade aos trabalhos de pesquisa. “É um momento de muita alegria anunciar minha vitória. Esse prêmio me motiva a trabalhar mais sério com os meus sabedores que são experientes com as plantas medicinais, e resgatar o conhecimento tradicional”, falou Alexandre.

Suruí  também aproveitou a oportunidade para agradecer aos estudantes que contribuíram com carinho para a execução do projeto e aos sabedores que compartilharam o conhecimento, fundamental para a pesquisa. “Esse projeto envolveu os alunos de forma direta. Com essa pesquisa eles tiveram conhecimento sobre as plantas medicinais que não conheciam. Esse projeto trará benefícios ao povo Suruí, pois por meio dele as pessoas poderão utilizar esse material pedagógico para trabalhar nas escolas. ”, agradeceu.Prêmio

O Prêmio Respostas para o Amanhã tem por objetivo apoiar e dar visibilidade a projetos de docentes e estudantes do Ensino Médio da rede pública que criem soluções para problemas reais das comunidades onde suas escolas se encontram, promovido pela Samsung e tem coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Iniciativa da Samsung, com coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), o prêmio Respostas para o Amanhã está na sua 4ª edição, incentivando a realização de projetos que acessem conhecimentos científicos, formulem e proponham soluções simples para melhorar o lugar onde os alunos vivem, contribuindo, assim, para uma sociedade mais sustentável.

Neste sentido, o projeto Plantas Medicinais do Povo Paiter: Resgatando os Conhecimentos Tradicionais, desenvolvido pelo professor Alexandre Surui, junto aos alunos do 2º ano do Ensino Médio, da Escola Indígena Estadual Sertanista José do Carmo Santana, da aldeia Gapgir na linha 14, em Cacoal, foi o representante rondoniense no prêmio de abrangência nacional.

Fonte: Com informações do Portal Amazônia

Facebook Comments