ELEIÇÕES 2016: PORTO VELHO NÃO QUER SABER MAIS DE DESAVENÇAS POLÍTICAS

0
78
Hildon e Léo: mais atenção para o transporte público
Hildon e Léo: acordo de paz e campanha limpa já
Hildon e Léo: acordo de paz e campanha limpa já

PORTO VELHO- O rumo que as eleições de 2016 no segundo turno está tomando, não está agradando ao eleitorado escabreado de Porto Velho. Trocas de acusações, ofensas pessoais, denuncismos, ataques e brigas entre cabos eleitorais que podem acabar em BO. O primeiro turno até que foi tranquilo. Sete candidatos se esforçaram para mostrar suas propostas para a população. Até os debates foram lights, tranquilos. Mas, no segundo turno, com apenas dois candidatos expostos, os ânimos se acirram e a tendência é o eleitorado ficar mais desconfiado e se afastar das urnas em 30 de outubro próximo.

Indagado pela reportagem do Mais RO, o candidato Léo Moraes (PTB) disse que nada tem a ver com os ânimos acirrados dos cabos eleitorais que mais parecem duas torcidas em dia de  Fla x Flu. Léo Moraes está preocupado com os destinos de Porto Velho.

Por outro lado, a assessoria de Hildon Chaves (PSDB) não retruca, não se defende e prefere apresentar suas propostas para Porto Velho. Hildon entende que fatos pessoais ocorridos no passado são passíveis de ocorrer com qualquer cidadão brasileiro haja vista que ninguém está imune a incidentes.

Porto Velho não precisa e nem quer saber de desavenças pessoais levadas para política. Isso não interessa a ninguém, a não ser àqueles que defendem o quanto por, melhor e que lucram com a briga entre os dois. Hildon Chaves e Léo Moraes precisam fazer um pacto na OAB, com as presenças do bispo e do pastor, num acordo para uma campanha limpa e propositiva.

 

Facebook Comments