É DE RONDÔNIA – Amanda Arraes conquista o bronze mundial Juvenil de Judô realizado no Chile

0
53

O Brasil iniciou nesta quarta-feira, 09, sua caminhada no Campeonato Mundial Juvenil (Sub 18), em Santiago, no Chile, com dois ótimos resultados. O superligeiro (50kg) Aldi Oliveira, do Rio Grande do Norte, conquistou o título mundial da sua categoria derrotando o uzbeque Maksud Ochilov por ippon na decisão, e a ligeiro (44kg) Amanda Arraes, de Rondônia, conquistou a medalha de bronze ao derrotar a francesa Liza Gateau nas punições.

“Essa conquista foi para o Brasil e para o meu estado, o Rio Grande do Norte. Agradeço ao meu sensei e à CBJ pela oportunidade”, disse o campeão potiguar.

Para chegar à final, Aldi venceu o turco Ejder Toktay por um waza-ari na semifinal. Antes disso, ele bateu Joziah Fry, dos Estados Unidos, por ippon, e o russo, campeão juvenil europeu, Georgii Tretiakov, nas punições no golden score. Na disputa pelo ouro, o brasileiro foi mais agressivo e encaixou uma chave de braço fazendo o adversário desistir do combate. É o primeiro título mundial do judoca potiguar.

Amanda também chegou à semifinal, mas caiu para a norte-coreana Jong Hung Kim depois de sofrer uma punição no golden score quando o confronto estava empatado em um shido para cada. Nas preliminares, ela derrotou Dorina Klein, da Hungria, Ana Viktorija Puljiz, da Croácia, e a turca Gamze Sayma. Essa foi a primeira medalha mundial da judoca de 17 anos, natural de Cacoal, em Rondônia.

“Estou muito feliz com essa conquista e por estar levando para o Brasil esse bronze. Batalhei muito para estar aqui e cada vez mais estou chegando mais longe. O meu objetivo maior são as Olimpíadas”, comemorou Amanda.

Além deles, outros dois judocas chegaram ao bloco final. Laura Ferreira (44kg) e Aristides Lucena Jr (55kg) foram à repescagem por uma vaga na disputa pelo bronze. Laura encarou Liza Gateau, da França, mas terminou em sétimo lugar depois de levar um waza-ari no golden score. Aristides empatou em pontuações (2 waza-aris para cada) no tempo normal, mas acabou sofrendo um terceiro waza-ari no golden score contra Sin Hyok An, da Coreia do Norte, e também terminou em sétimo lugar.

Matheus Takaki (55kg) também lutou nesta quarta, mas caiu na primeira luta diante do alemão Severin Edmeier. O brasileiro vencia o combate por 3 waza-aris, quando sofreu uma imobilização até o ippon e se despediu mais cedo do Mundial.

Os resultados deste primeiro dia colocaram o Brasil em segundo lugar no quadro geral de medalhas, atrás apenas da Rússia, que também tem um ouro e um bronze, além de dois quintos e dois sétimos lugares.

Amanda Arraes

Foto: Antônio Marques/ Arquivo pessoal

Atleta da academia Naec Judô, de Cacoal, Amanda Arraes já coleciona diversos títulos e medalhas: é tetracampeã dos jogos Escolares de Rondônia (Joer), foi bicampeã dos Jogos Intermunicipais de Rondônia (JIR) e no ano passado trouxe a primeira medalha de ouro para Rondônia nos Jogos Escolares da Juventude, etapa nacional, realizada em João Pessoa (PB).

Fonte: CBJ Brasil

Facebook Comments