Com jogadores irregulares, Guajará pode ser punido

0
388
Foto: Alexandre Almeida

O Guajará estreou com vitória na noite da última segunda-feira sobre o Genus por 3 a 1 no estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, pela primeira rodada do Campeonato Rondoniense 2018. Porém, apesar da vitória, o Glorioso deve ser enquadrado por desrespeitar o Artigo 214 do CBJD pela ausência da inscrição de atletas no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF.

Para Tinho Damasceno, a comissão técnica e diretoria tinham conhecimento da ausência de jogadores inscritos, porém estavam conscientes de que poderiam conquistar a vitória em casa. “Estávamos preparados. Os jogadores não sabiam, erramos neste ponto, mas tínhamos uma meta para recuperar os pontos que vamos perder”, revelou.

A infração do Guajará se encaixa no Artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que diz não é permitido “incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”. A pena consiste na perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independente do resultado da partida, prova ou equivalente e multa de R$ 100 a R$ 100 mil. De acordo com o § 1º Para os fins deste artigo, não serão computados os pontos eventualmente obtidos pelo infrator. (NR). Já o § 2º O resultado da partida, prova ou equivalente será mantido, mas à entidade infratora não serão computados eventuais critérios de desempate que lhe beneficiem, constantes do regulamento da competição, como, entre outros, o registro da vitória ou de pontos marcados. (NR).

Na quarta-feira (14/02), o caso será denunciado pelo Departamento de Competições da FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia) ao TJD-RO (Tribunal de Justiça Desportiva).

O Guajará retorna a campo no sábado contra o Barcelona no estádio João Saldanha, em Guajará-Mirim, pela segunda rodada da competição.

Fonte: Futebol do Norte

Facebook Comments