CASO PASTORA SELMA CONTINUA ENVOLTO AO MISTÉRIO: SUICÍDIO OU ASSASSINATO?

0
149
O que matou Selma Pinheiro?
O que matou Selma Pinheiro?

A morte da técnica de enfermagem e pastora evangélica da igreja Wesleyana, Ladir Selma Pinheiro, ocorrido na quarta-feira (01/03), em Porto Velho (RO), continua cercada pelo mistério. A cada passo das investigações, fica distante a tese do suicídio defendida pela família dela por parte de pai e contestada pela mãe da pastora. A profissional era do quadro permanente do governo de Rondônia e exerceu atividades por muitos anos na UTI do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro e por último, no Hospital Infantil Cosme e Damião, nomeada em 29 de junho de 2016, portanto a menos de um ano. Além de enfermeira e pastora, Ladir Selma Pinheiro era sócia do marido em pelo menos três empresas de  produtos para limpeza.

A mãe de Ladir Selma Pinheiro emitiu nota afirmando que ela não sofria de depressão. “Quem sofre de depressão acorda as 6 horas da manhã para trabalhar, cuidar dos filhos, da casa, empresa, da mãe doente e ainda ajudar na construção da casa da mãe? Não. Minha filha nunca sofreu de depressão ou tinha qualquer doença”, disse ela. Segundo a mãe, a filha tinha loja, apartamentos, fruto de trabalho desde os 18 anos, trabalhando de 7h até as 22h, muitas vezes sem almoçar. “Minha filha era a melhor filha que eu tinha, viajava comigo para tratamento em São Paulo, se preocupava com meu almoço e o meu bem estar e até com as roupas para eu vestir. O coração dela não era bom somente comigo, mas com todos que a rodeavam. Penso agora o que será de mim sem Ela! Quem vai me ajudar? Ela vai deixar saudade em todos”, disse. Gravação de uma discussão entre o marido e Selma deu pistas de que o casal vinha se desentendendo há tempos. Selma se queixava de traição.

Larissa Lorrana, a filha

A filha de Selma Pinheiro, Larissa Lorrana, defende a tese do suicídio afirmando que a mãe tinha depressão e sofria de fibromialgia, doença que se caracteriza por dores em todo o corpo comum em mulheres. Dois dias após a morte da mãe, Larissa postou uma nota no Facebook, contestando que a mãe tenha se suicidado devido a traições do marido. Ela afirma que o motivo de Selma tirar a própria vida foi devido à depressão e a descoberta de que havia contraído fibromialgia. “Depois de tantos rumores e boatos sobre o falecimento de minha mãe, quero por aqui acabar com todas as fofocas, sendo EU uma fonte 100% confiável! Infelizmente minha mãezinha se foi de uma forma trágica, e somente nós que convivemos sabemos o tamanho da dor que estamos sentindo.  Por outro lado, pessoas sem nenhuma informação, em busca apenas de “fama” e “ibope” estão espalhando uma notícia completamente equivocada. O erro já começa quando diz que ela deixou 2 ou 3 filh(A)s adolescentes. E o motivo então, não chegou nem perto de ser o real. Nada a ver com traição!  Minha mãe sofreu durante anos com depressão, a famosa doença do século, e que destrói completamente o interior de quem as têm. E nos últimos anos ainda foi diagnosticada com fibromialgia, o qual piorou seu estado emocional”, disse Lorrana.

A fibromialgia é uma síndrome que provoca dores por todo o corpo por longos períodos. O que não se explica é como alguém com quadro de depressão e fibromialgia trabalhava normalmente nas lojas, no Cosme e Damião e ainda exercia a função de pastora.

 

LEIA AQUI TUDO SOBRE O CASO SELMA

 

 

Facebook Comments